A gravidez é um dos momentos mais esperados pelos casais. As tentativas, as conversas antes da gestação e a decisão de ser pai e mãe são marcadas pela ansiedade. Alguns papais conseguem sucesso nas primeiras tentativas, porém, muitos casais convivem com a dificuldade na hora de engravidar. Assim, o exame do hormônio folículo-estimulante (FSH) é uma ferramenta para diagnosticar a infertilidade. 

O FSH é produzido pela hipófise, com o intuito de manter o organismo feminino e o masculino em equilíbrio. O exame também é utilizado para verificar a produção de óvulos e espermatozóides.

Acompanhe a explicação do Laboratório Unidos e saiba porque é importante realizar este exame. 

Qual é o efeito do FSH nas mulheres?

Nosso corpo produz FSH desde pequenos. Entretanto, na puberdade, a produção fica mais intensa, acompanhando as mudanças do organismo até a fase adulta.

Com as mulheres a relação do FSH é ainda mais intensa, já que o hormônio é responsável pela liberação do estrogênio e tem ação direta na ovulação. É na adolescência que o organismo começa a realizar as alterações necessárias para, um dia, abrigar um bebê. 

Os ovários estão em desenvolvimento e o corpo começa a conviver com a menstruação, dando início à fase propícia à gestação. Vale ressaltar que, durante a menstruação, o nível de FSH fica irregular.

Porém, o que muitas mulheres não sabem é que o FSH é um dos responsáveis por manter o ciclo menstrual e liberar os óvulos no período correto, tudo por conta da relação com o estrogênio. 

Mas, quando o corpo está produzindo quantias irregulares de FSH, a ovulação sofre alterações e a dificuldade para engravidar começa a aparecer. 

Depois do período de gestação, a produção de FSH permanece até a menopausa. É normal observar altos números na produção do hormônio, o que sinaliza o término das atividades desenvolvidas pelo útero. 

E nos homens?

Ao contrário do que muitos pensam, o hormônio também está presente no organismo masculino. O FSH é responsável por controlar a produção de esperma e a liberação dos gametas, mantendo a saúde do sistema reprodutivo. 

Diferentemente do que ocorre com as mulheres, os homens não convivem com as alterações do hormônio, mesmo com a mudança na idade. Neste caso,  a produção do FSH começa após a puberdade e segue até a fase adulta.

Quando o exame é solicitado?

O exame pode ser solicitado nos casos em que o casal não está conseguindo engravidar. Assim, o médico consegue analisar como está o funcionamento dos ovários e a produção de óvulos, além de verificar os testículos e a produção de espermatozóides nos homens. 

Entretanto, o exame também pode ser solicitado para diagnosticar outros problemas. Acompanhe a lista: 

  • Irregularidades na menstruação;
  • Puberdade precoce ou atrasada;
  • Impotência sexual;
  • Avaliação da menopausa;
  • Função da glândula pituitária;
  • Presença de possíveis tumores.  

Junto com o exame, o médico também pode solicitar o acompanhamento do estrogênio, progesterona e testosterona. Acompanhe aqui a importância da testosterona no organismo feminino. 

Como o exame de FSH é feito?

O diagnóstico é feito por meio de uma amostra de sangue, ou seja, o paciente será submetido ao mesmo procedimento que é realizado nos exames convencionais. 

Serão retiradas algumas amostras do líquido para análise. Antes do exame, converse com o médico, já que alguns medicamentos podem alterar os resultados. 

Após a verificação do especialista, se preciso, pause o uso dos medicamentos ou siga com a rotina normal.

Se você estiver com dúvida na hora de realizar o procedimento, baixe o e-book do Unidos e conheça os mitos e verdades sobre exames laboratoriais. 

Analisando os resultados

Depois do exame e com o resultado em mãos, muitas pessoas começam a pesquisar o que os números indicam. É importante lembrar que o médico deve ser o responsável por avaliar os índices e explicar como está o funcionamento do corpo. 

Algumas mulheres ficam desesperadas, acreditando que a maternidade não será possível. Fique calma! Com o acompanhamento médico será possível melhorar a produção de FSH no organismo e acompanhar a chegada do bebê. 

Não esqueça que uma alimentação adequada, prática de exercícios frequentes e qualidade de vida são fatores que contribuem com o equilíbrio do corpo. 

Se você deseja realizar um exame para acompanhar como está o nível de FSH, marque um horário e realize o procedimento em uma das nove unidades do Laboratório Unidos. Será um prazer cuidar da sua saúde.