Está chegando a hora de realizar os seus exames laboratoriais e você está muitas dúvidas sobre o assunto? O que é permitido fazer ou não antes da coleta?

Existem muitos mitos acerca dos exames, porém, há informações importantes que devem ser levadas em consideração.

Para te ajudar a realizar o exame com segurança, reunimos alguns mitos e verdades para acabar de vez com qualquer dúvida Boa leitura!

Mitos e verdades sobre os exames laboratoriais

Qualquer exame pode ser feito a tarde: mito

Nem todo exame pode ser feito a tarde, existem exceções como o caso das dosagens de cortisol, ferro e ACTH.

Esses exames devem ser realizados obrigatoriamente, na parte da manhã. Isso porque é nesta parte do dia que tais substâncias têm seu pico no organismo.

Não posso beber água durante o jejum: mito

Beber água não interfere no jejum! Porém, é permitido beber água em quantidade suficiente para saciar a sede, caso contrário, o excesso de ingestão de água pode interferir em alguns exames de urina.

Já outras bebidas como sucos, refrigerantes, cafés e chás estão proibidas, pois podem provocar alterações nos componentes sanguíneos. 

Atividade física atrapalha o resultado do exame: verdade

O esforço físico pode alterar o resultado de exames laboratoriais, como o de glicemia e dosagem de fator VIII de coagulação, por exemplo. 

Testes feitos após esforços físicos terão valores diferentes do normal. No caso de pessoas que praticam atividades físicas, isso acontece porque durante a atividade física, o corpo queima calorias que reduzem os níveis de glicose no sangue, além de produzir metabólicos como o ácido lático e a creatinofosfoquinase.

Fique atento: informe ao laboratório a sua rotina de exercícios para que os profissionais possam considerar possíveis alterações no sangue.

Exame de urina tem que ser a primeira ida da manhã: mito.

Nem todo exame de urina precisa ser a primeira ida manhã, porém, em alguns casos o médico pode solicitar que seja necessário. 

Se não houver restrição, a urina pode ser coletada em qualquer horário do dia, mas há um cuidado essencial antes do exame: de preferência, permanecer duas horas sem urinar. Ficar sem urinar durante esse período dará o volume ideal para uma coleta ideal. 

A urina deve ser depositada em um frasco apropriado, fornecido pelo laboratório ou adquirido em farmácia.

Menstruação interfere nos exames: verdade

Mulheres, atenção com os exames de urina feitos durante o período menstrual. Em alguns casos, o resultado pode ser alterado devido a condição. Se for inevitável realizar o exame durante a menstruação, recomenda-se reforçar os cuidados com a higiene pessoal antes da coleta e preferencialmente, usar absorvente interno para que o sangue não se mistura a urina. 

Em casos de exame de sangue, não é comum, mas pode ocorrer alteração nos resultados. Isso acontece porque diversos hormônios e algumas proteínas séricas variam durante o período menstrual, por isso, é fundamental informar o médico em que período do ciclo menstrual o seu exame foi realizado.

Mudar a alimentação antes do exame altera os resultados: verdade

Mudar a alimentação ou tentar ter uma dieta mais saudável antes dos exames laboratoriais pode alterar seriamente os resultados. 

Recomenda-se que os paciente que precisa de exame mantenha a rotina de alimentação normal, sem grandes mudanças durante 15 dias antes.

Alterar seus hábitos alimentares, especialmente antes de exames que podem sofrer alterações nos resultados quando relacionados a alimentação, como o caso da glicose, é extremamente proibido, pois os resultados obtidos serão falsos.

Estar gripado ou resfriado interfere nos exames de sangue: mito

Não há nenhum registro ou contraindicação em realizar exames de sangue enquanto se está gripado ou resfriado.

Em alguns casos, os exames laboratoriais podem ser solicitados justamente para investigar o quadro apresentado. No entanto, um quadro febril poder interferir nos resultados. O ideal é consultar o médico ou laboratório.

Jejum de 12 horas é obrigatório para exames de sangue: mito

Não é necessário ficar tanto tempo sem comer, porém, para a maioria dos exames de sangue, recomenda-se que a coleta seja realizada após um período mínimo de 4 horas sem comer.

Recém-nascidos e crianças dispensam realizar jejuns de longas horas, a coleta geralmente é realizada o mais próximo possível da seguinte alimentação. Já a partir dos 6 anos de idade, o jejum pode variar conforme orientação médica.

Em contrapartida, um jejum muito prolongado (14 horas ou mais) também causa variações.

Ainda está com dúvida em relação aos preparos que antecedem os exames laboratoriais? Baixe gratuitamente nosso e-book: Mitos e verdades sobre exames laboratoriais e confira também a tabela de jejum dos principais exames.